Marcolino BRSP

Tecnologia, piadas, religião e polítca.

Marcolino BRSP - Tecnologia, piadas, religião e polítca.

Bootchart no Opensuse

Este artigo é uma livre tradução do original que foi publicado em http://www.benkevan.com/blog/using-bootchart-to-capture-your-boot-process-opensuse-11/

Você já deu boot no seu computador e se fez alguma dessas perguntas: ” -  O que está realmente acontecendo aqui ?. Porque está demorando e o que está causando esta demora? O novo kernel é diferente em que ? Como posso saber se o novo kernel compilado realmente trouxe algum ganho na carga ? Gostaria de ver e nada mais ué …”

Existe um aplicativo para Linux chamado Bootchart que lhe permite fazer exatamente isso.Primeiro, vamos instalá-lo e ver o que captamos Para instalar no openSUSE faça o seguinte:

sudo zypper in bootchart -y

Você tem agora ele instalado, mas e aí ? Você pode digitar em init = / sbin / grub bootchartd na caixa de menu, ou (esta é a abordagem que farei) adicionar uma entrada do grub / boot / grub / menu.lst. . Para este exemplo iremos utilizar YaST, para copiar o nosso entrada padrão atual do Grub e modificá-la para trabalhar com bootchart (você só precisa selecionar então esta opção quando pretender iniciar o seu bootchart).

Para isso, faça o seguinte:

Faça o login ao YaST, vá para Sistema no lado esquerdo, e clique em "Gerenciador de Inicialização" no painel do lado direito.

Isso abrirá Grub Menu Editor, em seguida clique na opção que tem a marca de verificação próxima a ela (esta é o seu kernel padrão que será escolhido quando você iniciar a instalação).

Agora clique em “Adicionar” e selecione a opção “Clone Selected secção”

Clique em “Next”, agora no campo “linha de comando de Parâmetros Opcionais do Kernel” , digite “init = / sbin / bootchartd” (sem as aspas) e atribuir um nome razoável (eu tento manter o nome da mesma forma que a minha seleção copiada , E adicionar – BootChart para o final).

Clique em “OK” e verifique a nova opção que você vê na sua lista do menu Grub

Agora é hora de reiniciar seu computador e no menu do Grub, escolher a sua nova opção de menu que acabou de criar.

Então, qual o próximo passo?
É criado um arquivo compactado atualizado em / var / log chamado bootchart.tgz. Mas, tendo apenas esse arquivo, nada você pode fazer pois ele não é legível para humanos… apenas para Mestres Jedi!

Então aqui é onde trabalhamos toda a magia. Para formatar o que acaba de fazer em um formato utilizável execute:

sudo- bootchart -format png

Nota: neste ponto você pode formatá-lo como SVG, eps ou png alterando a última opção.

Aqui está um exemplo do que você verá (CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR):

Agora, você já fez tudo.. Você pode por seus colegas para babar, impressionar seu chefe ou fazer o que quiser com o seu kernel para tentar melhorar o tempo.Agora, quando você der o próximo boot em seu kernel, você vai continuar na opçãopadrão original e na próxima vez que você desejar que o bootchart inicialize , basta escolher  a opção adicionada. Se você estiver preparando um novo kernel para testar performance, certifique-se de que você adicione o init = / sbin / bootchart ao parâmetros do kernel quando você coloca-lo no GRUB.

Aqui você pode ver uma comparação que fiz para ver o que eu ia ganhar de compilar um kernel com menos opções (que eu não quero tomar demasiado tempo e muito martelar uma coisa fora do kernel, só para mostrar o uso da ferramenta para escrever este cima, mas aqui estão duas das minhas cartas).

Vanilla 2.6.27.2 Kernel 2.6.27.2 baunilha Kernel
SUSE 2.6.27.1 Kernel from openSUSE 11.1 Beta 3 SUSE 2.6.27.1 do Kernel do openSUSE 11.1 Beta 3

Fonte: Ben Kevan’s Blog

Traduzido para o português utilizando a ferramenta Google de idiomas.

%d blogueiros gostam disto: